Arquivos de Categoria: Prosas & Versos

Entre alinhamentos e contrastes: uma leitura de O livro das linhas

Entre alinhamentos e contrastes: uma leitura de O livro das linhas Por France Gripp DINIZ, João. O livro das linhas. Belo Horizonte: Caravana, 2020. O que seriam as linhas de um poema, segundo a alusão feita pelo título de O livro das linhas? O título e a bela imagem de capa evocam a geometria; e […]

Invisível a olho nu: O quarto canal

O quarto canal, obra da ficcionista, jornalista e editora Clara Arreguy, é um romance de claridades. A história se inicia com o relato das dores lancinantes em um dente cujas raízes já tinham sido tratadas. A procura de um quarto canal para o dente vinte e cinco, cuja existência não é mais que uma mera […]

Leituras de sustentação: os Acampamentos insustentáveis

  Francirene Gripp de Oliveira De que falamos, quando falamos de poesia, ou de ficções literárias? Certamente, de inumeráveis temas, a partir de perspectivas infindáveis e com propósitos por vezes distintos, a ponto de se constituírem em discursos excludentes um do outro. Essa curiosa contraposição me sugere o esquecimento de um fato simples, o de […]

O estimado leitor, e outras tolices de amor às letras

Francirene Gripp de Oliveira LACERDA, Abrão Brito. O amor e outras tolices – 1ª ed. – Maringá: Viseu, 2019. “Paulo conheceu Joana, uma morena de olhos castanhos e cheiro de cravo, numa quermesse. Vê-se logo que isso foi há muito tempo, pois hoje só existem quermesses no interior do interior do Brasil e nos dicionários” […]

Derivação ao vento: Meninos de São Raimundo

    Derivação ao vento: Meninos de São Raimundo Francirene Gripp de Oliveira O poeta Bispo Filho está à deriva em águas largas e profundas. Sua embarcação é seu discurso, que sai a observar a natureza das margens e, ao mesmo tempo, a composição daquilo que a movimenta e a alimenta, como também a todos, […]

Dama da Noite

Dama da Noite Praça molhada, ao meio do instante instaura o invólucro do verso. Inversão, para a fluida manhã. Chove muito. Folhagens, linguagens, variações da intimidade exterior. Ruídos de ventos, em árvores e arbustos cedem ritmo, ao coral da musa aquosa que cai. Choram de charme, as verduras e brancuras do cenário. A dama da […]

Privacy Preference Center